fbpx

O protetor solar ideal para cada tipo de pele

protetor solar ideal para cada tipo pele

Muito já se falou e ainda se fala sobre a importância do protetor solar para a saúde da nossa pele. Os raios solares trazem benefícios até certo ponto – ativam a vitamina D – mas podem trazer diversos malefícios quando em excesso.

Por conta da redução da camada de ozônio, as barreiras naturais desses raios estão mais fracas e, com isso, uma maior radiação passa para a Terra e para a nossa pele. Isso acelera o envelhecimento celular e pode causar queimaduras e até mesmo o câncer de pele.

Esses são, sem dúvidas, excelentes motivos para usar esse produto, especialmente durante os dias mais quentes, na praia, na beira da piscina ou em qualquer momento do dia.

Qual protetor solar ideal para o seu tipo de pele?

O fator de proteção, também conhecido como FPS, mostra o quanto aquele produto protegerá a sua pele da incidência dos raios UVA e UVB. Algumas pessoas ficam em dúvida na hora de comprar o ideal já que existem tantas opções no mercado.

Para encontrar o produto adequado, primeiro você precisa identificar qual o seu tipo de pele. Se você é daquelas pessoas que ao ir à praia fica vermelha, então a sua pele é mais sensível, bem diferente da pele negra, que já possui um pouco de proteção natural.

Vejamos abaixo quais são as melhores opções para cada tipo:

  • Pele branca ou muito branca – FPS entre 30 e 60: pessoas que apresentam sardas no rosto e ficam com a pele avermelhada quando expostas ao sol;
  • Pele morena clara a mulata – FPS entre 20 e 30: são pessoas que possuem a pele
    relativamente clara e que ficam bronzeadas quando expostas ao sol;
  • Pele negra – FPS de 6 a 15: é o tipo de pele que não precisa de tantos cuidados
    por conta da quantidade de melanina que já oferece uma proteção natural;

É muito importante lembrar que de nada adianta comprar o protetor certo e não usá-lo de maneira adequada. O ideal é reaplicá-lo a cada 2 horas depois de se expor ao sol, na praia, na piscina ou mesmo no dia a dia. Também importante não se expor nos horários mais sensíveis que é a partir das 10 horas até as 16.

Qual a diferença entre protetor e bloqueador solar?

Você já deve ter ouvido falar em bloqueador solar e até já deve ter chamado o protetor por esse nome, mas um não é sinônimo do outro.

O protetor solar, também pode ser chamado de filtro solar e, como tal, já dá para perceber que por ser um filtro ele permite a passagem de alguns raios solares. Assim, a proteção da pele acontece em cerca de 90%, mas não é completa. É justamente por isso que, algumas pessoas, mesmo usando o protetor conseguem ficar bronzeadas.

Já o bloqueador forma uma camada sobre a pele na qual os raios batem e refletem de volta para a atmosfera. Ele consegue ser mais eficaz na proteção contra os raios solares do que outros produtos. Ele costuma ter, em sua fórmula, substâncias como o óxido de zinco ou o dióxido de titânio e deixa a pele esbranquiçada, inibindo o bronzeado.

Lembre-se de sempre proteger a pele no inverno e, principalmente no verão. Isso evita o envelhecimento precoce e diversas doenças que podem se tornar graves.

Além de usar o protetor solar, uma ótima forma de se proteger do calor é investindo na hidratação. Veja algumas bebidas refrescantes e saudáveis para matar a sua sede no verão!